Notícias

20/04/2021 - 1ª Turma do TRT/AL aprova moção de pesar pelo falecimento do ministro aposentado do TST Luciano Castilho

Homenagem foi manifestada pelo presidente do Tribunal, desembargador Marcelo Vieira; também foram aprovadas moções de pesar pelos falecimentos de Ana Cláudia Wanderley Lippo e Humberto Navarro de Oliveira

A 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL) aprovou, em sessão realizada na manhã desta terça-feira (20.04), ministro aposentado do Tribunal Superior do Trabalho (TST), José Luciano de Castilho Pereira. O magistrado faleceu na noite da última segunda-feira (19.04), aos 84 anos, em decorrência de uma queda que provocou lesões cerebrais.
A proposta foi apresentada pelo presidente do TRT/AL, desembargador Marcelo Vieira, que expressou, em nome da Corte Trabalhista, voto de pesar e condolência à família. Ele enalteceu a importância do ministro para a Justiça do Trabalho. “Com certeza, seu legado maior para a nossa justiça é esse humanismo que ele sempre praticou”, considerou.

O ministro era natural da cidade de Pedro Leopoldo (MG). Graduou-se como bacharel em Direito pela Universidade Católica de Minas Gerais. Foi aprovado em concurso público para juiz do trabalho substituto do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) em 1974. Em 1979, foi promovido a juiz do trabalho presidente da 8ª Junta de Conciliação e Julgamento (JCJ) de Brasília. No ano de 1991, foi promovido a desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) e, em 1994, eleito vice-presidente do TRT.

Em dezembro de 1995, ingressou no TST como ministro togado e, em 2006, assumiu a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho. Autor de diversas publicações, o ministro foi ainda professor em cursos de pós-graduação em Direito em faculdade conceituada de Brasília. No TST, se aposentou em 15 de março de 2007.

Moções – Na mesma sessão da 1ª Turma, também foram aprovadas Moções de Pesar pelo falecimento da senhora Ana Cláudia Wanderley Lippo, esposa do advogado João Lippo Neto; e do senhor Humberto Navarro de Oliveira, pai do advogado André Gustavo Vieira de Oliveira. Os dois faleceram no dia 8 de abril, ambos em decorrência da covid-19.

Participaram da sessão os desembargadores Marcelo Vieira, Antonio Adrualdo Catão e Vanda Lustosa, além do procurador do Trabalho Matheus Gama.

Coordenadoria de Comunicação Social
Fonte:
Ccom

Conteúdo de Responsabilidade da(o)
Fonte: Ccom